Goiânia: Ônibus elétricos devem compor frota do Eixo Anhanguera



Com os primeiros ônibus elétricos Goiânia dará importante passo na questão do uso de energia limpa (Foto: Prefeitura de Goiânia)

Primeiros ônibus elétricos devem compor frota do Eixo Anhanguera em abril de 2023 – se não houver atrasos no cronograma, conforme informações do governo estadual. Isto, porque o Tribunal de Constas de Goiás (TCE-GO) autorizou há alguns dias que o Estado continue o processo licitatório para aluguel de 114 veículos do tipo.

No começo de junho passado o TCE suspendeu licitação para contratação de empresa que forneceria ônibus elétricos que seriam utilizados no Eixo Anhanguera pela Metrobus. O edital previa a locação dos veículos pelo custo total de R$ 1,46 bilhão (sob o custo unitário de R$ 69,9 mil) em contrato de 16 anos. Na decisão, o conselheiro Helder Valin apontou “várias irregularidades e risco de dano aos cofres públicos”. O documento de 72 páginas leva em conta que “a não suspensão ainda na fase embrionária, poderá ocasionar perda de objeto e riscos na contratação com fragilidades, razão porque a suspensão do edital de licitação é medida que se impõe até o deslinde processual na cognição plena, própria do processo com contraditório por ora diferido”. (Diário do Transporte)

2 visualizações0 comentário
LÚMEN FACHADA_edited.jpg
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.17.18.png
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.16.52.png
PM MEU LOTE MINHA HISTÓRIA_edited.jpg