Goiânia recebe novo parque e quer se tornar a cidade mais verde do mundo



Ao inaugurar o Parque Buritis Sebastião Júlio de Aguiar, na região sudoeste da capital, o prefeito Rogério Cruz reafirmou que está trabalhando para que Goiânia se torne a cidade mais arborizada do mundo


A Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda que, para cada habitante, haja pelo menos 12 m² de área verde nas cidades. Mas, Goiânia já ultrapassou oito vezes esse número com o total de 94 m², sendo considerada a segunda cidade mais arborizada do mundo. Outro dado importante é que a capital já é a primeira no ranking brasileiro com a maior quantidade de árvores plantadas em vias públicas, segundo levantamento realizado pela Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). A capital já é considerada pelo IBGE a cidade mais verde do País, considerando as que tem mais de um milhão de habitantes. A despeito de todos esses títulos, a meta da prefeitura é investir ainda mais em áreas verdes, visando o pódio mundial.

Durante a inauguração do Parque Buritis Sebastião Júlio de Aguiar, na região sudoeste, o prefeito Rogério Cruz voltou a defender uma meta ambiciosa para a capital: trazer para Goiânia o título de cidade mais arborizada do mundo. “Esse é um desejo de todos os goianienses. Hoje nossa cidade tem 65 novas praças projetadas para serem executadas, além das revitalizações. Além das praças, estamos ganhando o que mais encanta em Goiânia, os parques. Para mim, essa entrega é uma grande honra e alegria, porque me faz acreditar que podemos chegar a esse título inédito”, afirmou o mandatário municipal. O projeto do parque foi desenvolvido pela prefeitura de Goiânia, após Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público, e executado pelas empresas CMO Construtora, Dinâmica Engenharia, Engel Engenharia e Tropical Urbanismo e Incorporação, que também estão construindo na região o complexo planejado Eldorado Parque, um projeto de ocupação planejada no Parque Oeste Industrial, iniciado em 2012. Com quase 112 mil m², o parque integra o projeto Macambira-Anicuns (Puama), e oferece estações de convivência com playground, academia ao ar livre e gazebos, iluminação, totalizando seis espaços. A pista de caminhada com 1,2 quilômetros circunda todo seu perímetro. A área que, historicamente, era destino clandestino de lixo e até animais mortos, agora se tornou um lugar de caminhadas, encontros, diversão, relaxamento e bem-estar. O espaço também recebeu um lago contemplativo e teve sua vereda de buritis, com mais de 70 mil metros quadrados, totalmente cercada com alambrado para sua proteção. O alambrado vai garantir a efetiva preservação da vereda de buritis existente na área e a nascente do córrego Buritis, que é um afluente do Córrego Macambira, uma das mais importantes bacias hidrográficas da capital. “Antes, ela estava aberta e sofrendo degradação. Agora está devidamente fechada e protegida”, informou o engenheiro da obra, Raphael Gualberto. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 10 milhões pelo grupo empreendedor para a realização das obras do novo parque. Rogério Cruz destacou a qualidade de vida que a natureza proporciona para as pessoas e destacou o quanto as parcerias para se construir a cidade ideal. “A parceria público-privada é sempre muito bem-vinda em qualquer gestão pública, seja ela municipal, estadual ou federal, porque você tem com isso um leque muito aberto de oportunidades, principalmente quando se fala de obras”, afirmou o prefeito Rogério Cruz. “Ganha-ganha-ganha-ganha” Falando em nome do grupo empreendedor responsável por empreendimentos no Complexo Eldorado Parque e que investiu no Parque Buritis Sebastião Júlio Aguiar, o empresário Antônio Carlos Costa destacou o que ele chamou de um grande “ganha-ganha-ganha-ganha”. “Hoje é um dia muito feliz porque estamos concretizando um sonho de cinco a seis anos em que vimos lutando juntamente com a prefeitura para viabilizar esse parque. Trata-se de um esforço conjunto do ‘ganha-ganha-ganha-ganha’, porque ganha a Prefeitura que consegue exercer o seu papel de levar bem estar para as pessoas, ganha o empreendedor que, ao investir num parque como esse, ele aumenta o interesse e a velocidade de vendas dos residenciais; ganha principalmente a população que passa a ser impactada positivamente com a entrega dessa nova e bela área de lazer; e ganha o meio-ambiente com um maior equilíbrio de clima, flora e fauna”, afirmou o empresário durante a inauguração. Além do parque, o bairro Parque Oeste Industrial está passando por uma transformação urbana, promovida pelo mesmo grupo empreendedor, que está implantando 24 quadras com residenciais e um shopping. A previsão é abrigar quase sete mil famílias, transformando o antigo vazio urbano em uma comunidade planejada. Sete residenciais já foram entregues e dois estão em obras. O grupo empreendedor também viabilizou o prédio do 42º Batalhão de Polícia Militar - Batalhão Irapuan Costa Júnior, em 2018, na Rua das Magnólias esquina com a Rua do Esmalte, reforçando a segurança dos moradores. Tanto o terreno quanto o prédio foram uma doação, sem contrapartida, para o Governo do Estado de Goiás. As quatro incorporadoras também promoveram a implantação de rede de água tratada e esgoto, energia elétrica e iluminação pública no bairro, serviços dos quais o lugar era carente no início do projeto. O próximo passo será a construção do shopping, na Avenida Pedro Ludovico. O projeto arquitetônico já está em fase de desenvolvimento. O novo espaço oferecerá lazer, serviços, conveniência, alimentação, vestuário, artigos para o lar, entre outras opções. (Fonte: Comunicação Sem Fronteiras)

3 visualizações0 comentário
LÚMEN FACHADA_edited.jpg
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.17.18.png
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.16.52.png
PM MEU LOTE MINHA HISTÓRIA_edited.jpg