Moeda digital brasileira terá como alvo inicial o varejo




A expectativa do Banco Central é que o Brasil deve lançar o Real Digital em 2024, conforme antecipou o presidente da Autoridade Monetária, Roberto Campos Neto, ao participar do Febraban Tech, em São Paulo, e seguir um caminho de usar a moeda digital oficial para fomentar novos modelos de negócios. "CBDC é um tema novo, que ainda está se definindo e cada país tem uma definição diferente. Todos concordam que moeda digital é expressão da moeda soberana", apontou Fabio Araújo, coordenador da iniciativa do Real Digital do Banco Central do Brasil (BCB), durante o painel "A CBDC brasileira é o futuro?". De acordo com ele, uma CBDC, do ponto de vista do BCB, é mais que forma nova de pagamento. Trata-se de uma expressão do Real junto com uma infraestrutura que interconecta serviços financeiros de hoje com novos serviços financeiros, do futuro, baseados em blockchain, web 3.0 e novas tecnologias.

No Brasil, o foco da CBDC nacional será o varejo, para que pessoas façam transações e, principalmente, contratos inteligentes, assinalou Araújo, do Banco Central. Ele disse que se espera também que o Real digital inclua mais gente no mercado de investimentos e de crédito, assim como o Pix fez com transações digitais. Ainda que o Real digital tenha foco no varejo, Thamilla Talarico, da EY Brasil, diz que o foco não será, a exemplo do que outros países fizeram, nas transações instantâneas — até porque o Brasil já conta com o Pix. Fonte: Convergência Digital

0 visualização0 comentário
LÚMEN FACHADA_edited.jpg
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.17.18.png
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.16.52.png
PM MEU LOTE MINHA HISTÓRIA_edited.jpg