Vitamedic investe mais de R$ 560 milhões na ampliação do seu novo parque fabril


Empresário José Alves agradeceu a todos pela presença

O Grupo José Alves investiu nos últimos sete anos mais de R$ 560 milhões na ampliação, modernização e implantação do moderno parque tecnológico da Vitamedic, além de milhares de horas em treinamento dos seus colaboradores e investimentos em pesquisas e desenvolvimento (P&D). Neste 25 de agosto, com a presença do governador Ronaldo Caiado, da primeira dama, Gracinha Caiado e demais convidados, a indústria farmacêutica inaugurou as fases I, II, III e IV de sua expansão fabril, que saltou de 5.500 para 30.000 m² e conta com equipamentos de última geração da Alemanha e Itália. O plano constituído por sete fases teve início na construção do Centro de Recebimento e Distribuição destinado à recepção e armazenagem de matéria-prima e insumos para a produção de medicamentos. A II, iniciada em 2017, foi formada pela edificação de três pavimentos verticais para atender novas tecnologias de fabricação de remédios sólidos, semissólidos, líquidos e gotas. As fases III e IV garantem um novo salto em termos de espaços para a produção de medicamentos: construção do bloco de ligação da I com as II e IV, contendo em múltiplos pavimentos as áreas de resíduos, flexografia, manutenção industrial e áreas de suporte técnico. Na IV foi realizada um alto investimento em estruturas civis para a execução da etapa complementar de produção de sólidos. Foram construídas mais 33 salas em dois andares verticais, que abrigam novos equipamentos tecnológicos de fabricação e linhas de embalagens, aumentando a capacidade para 4 bilhões de núcleos por ano.


O evento foi altamente prestigiado

A companhia iniciou sua trajetória há mais de 40 anos, e em abril de 2015, passou a pertencer ao Grupo José Alves, quando deixou de se chamar VITAPAN e se tornou a Vitamedic. Na busca diária pela concretização do sonho em ser referência nacional na produção e comercialização de medicamentos, atualmente está presente em 82.573 mil pontos de vendas. Desde 2017, a companhia tem inaugurado etapas de expansão do seu parque fabril em Anápolis. E agora vai colocar em operação as expansões das fases III e IV. Nos próximos três anos, investirá na construção de mais três plantas, concluindo o projeto do Grupo José Alves para o complexo industrial da Vitamedic. “Entendemos que, como indústria, temos de ter capacidade de produção para atender os volumes futuros, equipamentos com alta produtividade, custos otimizados e menores perdas na produção. Aumentamos nossas vendas em 450% acima das realizadas em 2014, na era VITAPAN. Nosso novo parque industrial está composto de equipamentos de alta tecnologia, embora ainda não estejamos utilizando o potencial instalado porque precisamos concluir as mandatórias transferências de tecnologia, mas nossa intenção é triplicar nossa produção até 2023. Estamos trabalhando full time para que a Vitamedic, no médio prazo, figure entre os dez principais players da Indústria Farmacêutica no Brasil.”, afirma o presidente da Vitamedic, José Alves Filho. A capacidade produtiva da Vitamedic em 2019 era de 80 milhões de comprimidos mensais, e com a ampliação, vai para 408,8 milhões, até 2023, um crescimento superior a 445%, sempre buscando oferecer segurança fabril e qualidade aos consumidores respeitando os mais rigorosos níveis de qualidade. A fabricante produz 65 medicamentos com 101 apresentações, onze suplementos, com 19 apresentações, quatro produtos para saúde e um fitoterápico, totalizando um mix com 81 produtos e 125 apresentações.


A empresa localiza-se na entrada do DAIA

A ampliação do parque fabril também vai potencializar o projeto de expansão no mercado com uma nova unidade de negócio, que produzirá uma linha completa de vitaminas e suplementos esportivos, atendendo os consumidores e novos canais de venda. “Nos últimos sete anos, a Vitamedic recebeu investimentos que superam a casa dos R$ 500 milhões e outros R$ 300 milhões estão programados para serem aplicados nos próximos anos, garantindo o aumento da produção e mais avanços tecnológicos. No ranking Top 100, ocupamos a 19ª posição, sendo que há seis anos estávamos na 58ª, conforme auditoria da Close Up Internacional, que faz o ranqueamento das empresas do setor”, explica Jailton Batista, Superintendente Vitamedic. Quando forem concluídos os investimentos na ampliação e modernização da indústria e todas as etapas necessárias para atingir a capacidade de produção, a meta da Vitamedic é alcançar o mercado internacional, exportando os seus produtos para a Ásia, África e América Latina. “Somos uma empresa goiana, com atuação nacional e ambição global”, finaliza Jailton Batista.


20 visualizações0 comentário
LÚMEN FACHADA_edited.jpg
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.17.18.png
Captura de Tela 2022-03-31 às 10.16.52.png
PM MEU LOTE MINHA HISTÓRIA_edited.jpg